“O Brasil precisa ser dirigido por uma pessoa que já passou fome. A fome também é professora.”

– Carolina Maria de Jesus

Em meio à pandemia, a fome volta para a mesa dos brasileiros. O avanço da desigualdade social e da pobreza são alguns dos efeitos da crise global provocada pela COVID-19.

A fome atingiu 19 milhões de brasileiros na pandemia em 2020. Eles estão entre as 116,8 milhões de pessoas que conviveram com algum grau de insegurança alimentar no Brasil nos últimos meses do ano, o que corresponde a 55,2% dos domicílios.

Esses dados foram coletados através do Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, pesquisa realizada pela Rede Penssan em 2.180 domicílios nas cinco regiões do Brasil. Para acessar a pesquisa completa, clique aqui.

Esse é o resultado da soma de dois fatores críticos. Um é a crise sanitária, causada pelo Coronavírus desde março de 2020 e que já matou quase 400 mil brasileiros. O Segundo fator é estrutural, uma crise econômica que está presente no Brasil durante a última década. Segundo a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Brasil fechou a década de 2011 a 2020 como o pior período para a economia em 120 anos. Por ano, o crescimento médio do PIB (Produto Interno Bruto) foi de apenas 0,3%. É o menor desde a década de 1901.

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que, no quarto trimestre de 2020, faltava trabalho para 32 milhões de brasileiros.

E para piorar, a inflação fez a cesta básica de alimentos ficar 32,56% mais cara se comparando o início deste ano e o mesmo período em 2019. Para se ter ideia, o pacote de arroz com 5 quilos, que há dois anos custava R$ 11,84, em média, na capital paulista, chegou a R$ 24,02 em janeiro.

Todos esses problemas se somam à escassez de vacinas e de políticas coordenadas ao combate à pandemia, fazendo com que o fim da crise esteja longe para os brasileiros.

A Campanha Capoeira Contra a Fome no Brasil surgiu da cooperação entre quatro grupos e organizações de capoeira do Brasil e do exterior, engajados no combate à fome que assola diversas comunidades brasileiras.

Ao todo, distribuiremos 800 cestas básicas, 200 em cada uma das quatro localidades onde atuamos. São elas :

· Itinga (Salvador/BA)
· Loteamento Paraguaçu (Mar Grande/BA)
· Morro da Babilônia (Rio de Janeiro)
· Comunidade Santa Inês, (zona leste de São Paulo)

Pretendemos alcançar em torno de 4.800 pessoas, considerando que as famílias são formadas por cerca de seis membros.

Fazer uma doação

Nossa campanha de doação. Para poder contribuir com o combate à fome no país, contamos com doações que podem ser realizadas de várias formas.

De acordo com o país do doador, o valor da doação é livre a partir de R$10, $10 ou €10. Por exemplo 11€ é o valor de uma cesta básica para alimentar uma família de 6 pessoas durante uma semana. Nós temos até dia 30 de junho para atingirmos a meta que é de US$ 20 mil dólares.

Fazer uma doação

Resultados

As doações podem ser feitas de diversas formas

Na plataforma de arrecadação GoGetFunding.

PIX : 586.435.755-34

Conta Itaú
Agência 6936
Conta corrente 12185-1
Edielson Da Silva Miranda
CPF 586.435.755-34
QR Code Paypal